Visite nossa loja

Clique Aqui

Anticoncepcionais e o câncer de mama

0

Como o IAVB está sempre atento às novas pesquisas e, principalmente, à saúde da mulher, hoje vamos falar sobre a relação do anticoncepcional e do câncer de mama. Um estudo, publicado no New England Journal of Medidcine, associou o uso de contraceptivo hormonal ao aumento de câncer de mama. Entretanto, o risco é relativo e precisa ser averiguado caso a caso.

A análise foi feita durante quase dez anos, com 1,8 milhões de mulheres entre 15 e 49 anos, que moram na Dinamarca, e não tinham câncer, tromboembolismo ou feito tratamento para infertilidade. Neste tempo, identificaram 11.517 casos da doença. Ocorreu um quadro a mais de câncer do que o esperado para cada 7.690 usuárias de anticoncepcionais hormonais.

Quando estes dados foram comparados com o de mulheres que nunca tomaram o remédio, o risco relativo de ter a doença foi 20% superior em relação as não usuárias. A taxa foi de 9% superior a partir de um ano de uso do medicamento e até 38% a partir de dez. Ou seja, se a chance de possuir câncer de mama até os 50 anos é de 2%, para quem usou o contraceptivo por um ano o risco foi de 2,2%. E para quem tomou por mais de dez anos o risco foi de 2,76%.·.

Porém, estudos anteriores, como o do Center of Disease Control (CDC) dos Estados Unidos, demonstraram que o anticoncepcional não aumenta o risco de câncer de mama.

É importante ressaltar que a pesquisa publicada, a Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) não recomendam que as mulheres interrompam o uso do anticoncepcional que estiverem utilizando. É necessário sempre conversar com profissionais para saber mais sobre os benefícios e os malefícios antes de qualquer decisão, pois, além disto, o aumento do risco é relativo, dependendo da idade e do tempo de uso.

Fonte: Veja

Compartilhar.

Deixar um comentário