Visite nossa loja

Clique Aqui

Estudo comprova que atividade física pode prevenir até 10 mil casos de câncer por ano

0

O Instituto Arte de Viver Bem (IAVB) sempre reforça a importância de praticar atividade física (quando o médico liberar), e como ela traz benefícios e qualidade de vida à mulher.

Hoje, abordaremos uma pesquisa realizada por estudiosos do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da USP em parceria com colegas das universidades Harvard (Estados Unidos), Cambridge (Reino Unido) e de Queensland (Austrália) e, que, ainda, contou com o apoio da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

O estudo, publicado na revista Cancer Epidemiology, apontou que quase metade da população brasileira não atinge a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) de pelo menos 150 minutos de atividade física por semana. Essa proporção é maior em mulheres (51%) do que em homens (43%).

Leandro Fórnias Machado de Rezende, doutorando na FMUSP e primeiro autor do artigo divulgado, explica que, atualmente, há fortes evidências de que a atividade física está associada com redução no risco dos cânceres de mama (pós-menopausa) e cólon (frequentemente diagnosticados no Brasil), através de diversos mecanismos biológicos, como pela diminuição da adiposidade, de fatores pró-inflamatórios, da insulina, da resistência à insulina (e de fatores de crescimento semelhantes à insulina), de hormônios sexuais e melhora da função imune. A relação entre o excesso de peso e sua ligação com o câncer também foi descrita na pesquisa.

Os cientistas estimaram a proporção e o número de casos de câncer de mama e cólon que poderiam ser potencialmente prevenidos no Brasil por meio do aumento do nível de atividade física, e chegaram a conclusão de que até 8,6 mil casos em mulheres e 1,7 mil casos em homens teriam como ser evitados por ano. Eles correspondem a 19% da incidência de câncer de cólon e 12% da incidência do câncer de mama no nosso país.

Outro dado inédito do estudo é que cerca de 2,3 mil casos de câncer seriam evitados por ano atingindo apenas a recomendação da OMS para atividade física e que 500 casos anuais poderiam ser prevenidos por meio do aumento do nível de atividade física das mulheres nos mesmos níveis observados nos homens.

Fontes: revistas em que o artigo foi publicado e o estudo.

Compartilhar.

Deixar um comentário