Visite nossa loja

Clique Aqui

Uvas: aliadas ou vilãs para pacientes oncológicos?

0

Essa fruta muito consumida é responsável por carregar uma grande dose de antioxidantes e uma boa quantidade de radicais livres, excelentes para a prevenção do câncer.

Porém, existe uma diferença entre o consumo antes do diagnóstico, com a finalidade preventiva, e o após o início do tratamento oncológico.

Cerca de 67% dos casos de câncer de mama apresentam células com receptores hormonais positivos, ou seja, está ligado diretamente ao estrogênio. Nesses casos, os tratamentos incluem hormonioterapias que evitam o crescimento dos tumores, já que o aumento da quantidade de estrogênio pode incentivar a evolução do quadro.

A uva é um alimento rico em isoflavona, substância conhecida pela sua semelhança ao estrogênio. Por isso, o consumo deve ser evitado por pacientes que passam por tratamento com hormônios. Essa semelhança embasa a teoria de alguns nutricionistas, que recomenda a ingestão de alimentos ricos em isoflavona como método de reposição hormonal natural em mulheres na menopausa.

O composto pode ser encontrado em diversos alimentos além das uvas, como soja, brotos de alfalfa, sementes de linhaça, tofu, farinha de soja, entre outros.

Fontes:

https://www.natue.com.br/natuelife/consumo-de-alimentos-ricos-em-isoflavonas-ajuda-mulheres-na-menopausa.html

https://cidadeverde.com/noticias/237738/o-consumo-diario-de-uva-e-bom-para-prevenir-o-cancer-e-para-combater-a-fadiga

https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/saude/uva-oferece-diversos-beneficios-para-a-saude,0d9ea9bf77e00d30ac0e17b1413a7648ruj8r5os.html

 

Compartilhar.

Deixar um comentário